quarta-feira, 15 de maio de 2013

Qual o perfil do coach profissional?

"E o mundo a me exigir decisões para as quais não estou preparada. Decisões não só a respeito de provocar o nascimento de fatos mas também decisões sobre a melhor forma de se ser." (Clarisse Lispector)

 imagem

 

coach profissional pratica o coaching e sua função primordial é ser capaz de auxiliar seus clientes - coachees, no processo de mudanças, nas diversas áreas da vida.
Toda vaga no mercado de trabalho deve descrever, no mínimo, duas dimensões do profissional que a ocupará: o perfil técnico e o comportamental.
O coaching está em evidência sim. Mas, será que para o coach profissional isso é bom? Qual o perfil ideal do bom coach neste cenário?
O mercado de coaching está em ebulição. Isso significa que o momento é de crise ou ascensão meteórica? Como as respostas a estas perguntas podem contribuir para quem deseja ser coach profissional ou para aqueles que desejam contratar um coach?
Se você chegou a este artigo provavelmente gostará de ler o segundo artigo desta semana: Vendedor: Já nasce pronto ou aprende? ele pode ser relevante para você.
O coaching e os coaches (profissionais ou não) enfrentam na atualidade o que a Programação Neurolinguística - PNL enfrentou nos anos 80. A PNL estava no auge. A imprensa abria espaço para pessoas que sendo ou não, se diziam, Programadores Neurolinguistas. A PNL era a moda, havia seguidores fervorosos e adversários ferrenhos. Muitos acreditavam que a PNL era a solução de todos os problemas. Uma espécie da "Organizações Tabajara" do comportamento.
Não era possível discernir facilmente o profissional do aventureiro. O resultado foi uma década perdida para os penelistas profissionais que sobreviveram ao tsunami. Enquanto os aventureiram deixavam a cena, excluídos pelas forças, inteligentes mas lentas, do mercado, os profissionais tiveram que reorganizar o mercado e seguir em frente, restaurando a credibilidade da PNL que hoje é uma dos diferenciais oferecidos na venda de cursos e programas de coaching.
Hoje o Coaching passa por algo parecido, com a vantagem dos aprendizados deixados pela PNL. Há coaching para todas as coisas e ofertas de soluções parecendo saídas de folhetins de cartomantes, como o coaching transcendental.
Definições encontradas sobre coaching: Sexual e Sensual coaching, coaching amoroso, coaching imobiliário, coaching financeiro, coaching espiritual,  coaching conjugal, coaching esportivo, training coaching, etc. O lado bom disso é que ninguém copia algo que é ruim, mas sim algo, como o coaching, que está em evidência.
O mercado, como a natureza, faz a seleção natural. Os efeitos colaterais e adversos são danosos ao próprio coaching e aos profissionais realmente preparados e comprometidos. 
Dentre as habilidades essenciais do perfil do coach profissional deve constar a capacidade de lidar com tudo isso. No que diz respeito ao perfil técnico ele deve buscar uma formação sólida, fundamentada em carga horária consistente, conteúdos trabalhados teórica e praticamente, incluindo a aplicação real do aprendizado no contexto do coaching. A PNL tem sido utilizada como apelo na venda de programas e cursos de formação em coaching com a PNL. Outro cuidado fundamental no perfil do coach PeNeLista é que ele deve saber lidar com as ferramentas da PNL e não somente falar conceitualmente dela.
No perfil comportamental dever ser uma pessoa equilibrada e ciente de suas forças e fraquezas e, o mais importante, capaz de usar o coaching para trabalhar as fragilidades e ampliar as potencialidades.
Outro ponto importante é que o coaching e também a PNL não são regulamentados em nenhum lugar do mundo. As associações, federações e institutos autoproclamados como aglutinadores de profissionais do coaching não o são realmente. Uma associação de classe deve ter regras claras para adesão de novos profissionais, sejam eles formados em qualquer escola que tenha credenciais para tal. Os institutos certificadores de coaching e PNL não funcionam assim. Para fazer parte deles você deve se formar neles. Ou seja, um meio de criar um diferencial oferecendo algo cujo valor não é o que quem compra pensa que tem.
Portanto, o perfil do coach profissional deve conter a habilidade essencial para lidar com a vaidade e assumir que a tarefa do coach é de altíssima responsabilidade. Afinal, o coach participará como apoio para pessoas que lidam com mudanças em suas vidas.
A vida é o bem mais precioso de todos nós e saber a quem vamos entrega-la para fazer coaching é um dos pontos fortes de nosso perfil, na escolha daquilo que nos leva aos nossos objetivos de usufruir ou aplicar coaching.

Nenhum comentário:

VIDEOS

Loading...

CONVERSOR DE PDF

Send articles as PDF to